sábado, 19 de dezembro de 2009

Queixa de Portugal afecta recepção da TDT espanhola

Na sequência de uma queixa apresentada por Portugal, os técnicos da empresa espanhola Abertis Telecom procederam nos últimos dias a alterações no diagrama de radiação do Mux 67 do emissor de Montanchez (Extremadura). Esta alteração originou uma diminuição significativa da intensidade do sinal recebido em Portugal, sendo agora bastante complicado ou mesmo impossível receber os canais La Sexta, Cuatro, CNN+ e 40 Latino a partir deste emissor. Mas também na cidade de Cáceres e em várias outras localidades espanholas esta alteração tem criado muitos problemas, motivando natural descontentamento.

Recorde-se que muitos portugueses residentes próximo de Espanha vêm com regularidade a televisão do país vizinho (analógica e TDT), uma vez que o sinal de alguns emissores chega a Portugal com intensidade razoável. É o caso do centro emissor de Montanchez que alcança com relativa facilidade inúmeras localidades da Beira Baixa e do Alto e Baixo Alentejo.

A redução do sinal do citado emissor coincide com a chegada das emissões da TDT portuguesa a essas zonas. Segundo relato de um leitor, é já possível receber com facilidade a TDT portuguesa na cidade de Elvas, tendo-se no entanto perdido a recepção do Mux 67 espanhol.

Uma vez que o Mux A da TDT portuguesa utiliza o mesmo canal (canal 67), sem uma redução da potência de emissão a partir de Espanha ou alteração no canal de emissão (da TDT portuguesa ou TDT espanhola), seriam inevitáveis problemas de interferência. Recorde-se que, Portugal tem, na sequência de acordo entre as autoridades portuguesas e espanholas, prioridade sobre a utilização do canal 67.

Notícias relacionadas:

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

TDT paga adiada e "reformulada"!

Tudo indica que a oferta paga da televisão digital terrestre, designada Meo DT, irá ser reformulada e o seu arranque adiado. A PT, através do seu presidente executivo, informou que está em "discussões" com o regulador (Anacom) a propósito de uma suposta alteração de circunstâncias do mercado!

A TDT paga, recorde-se, esteve durante vários meses envolta em controvérsias e problemas jurídicos que rodearam o concurso desde o inicio do processo em 2008:
  • A PT acordou à última hora a compra da rede de emissão da TVI, garantindo a impossibilidade de algum outro concorrente se apresentar a concurso com rede própria;
  • A Airplus contestou “vigorosamente” a avaliação e o resultado do concurso;
  • A Sonaecom desistiu de concorrer, alegando que os concursos teriam sido “feitos à medida” da PT.
Em Junho de 2009, foram finalmente emitidas as licenças de emissão da TDT de acesso pago. De acordo com o previsto, a PT está obrigada a iniciar as emissões da TDT paga, o mais tardar, até 31/01/2010. Este prazo contempla já uma prorrogação de seis meses a fim de compensar o atraso devido aos citados problemas jurídicos. A licença para a emissão da oferta gratuita, recorde-se, foi emitida em Dezembro de 2009, ou seja, apenas 6 meses antes!

Mas agora, o presidente executivo da PT declarou à margem da recente conferência da APDC:

"O mercado evoluiu bastante, houve alteração de circunstâncias que estamos a discutir com o regulador"

"passou mais de um ano e tal, com todos os atrasos que houve no processo"

Mas, já em Abril deste ano, o presidente executivo da PT, Zeinal Bava, na sequência do atraso na concessão das licenças para a TDT paga, e do fracasso do concurso ao quinto canal de televisão generalista tinha comentado:

«após nove meses deste processo, passou muito tempo, há uma alteração de circunstâncias que temos de analisar».

Na altura, terá também confirmado que a presença do 5º canal na TDT seria um importante incentivo à compra das caixas receptoras. Mas, no entanto, o processo de certificação, que é da responsabilidade da PT, não prevê sequer a compatibilidade das caixas receptoras com a TDT paga! Ou seja, na minha opinião, a “desculpa” da falta do 5º Canal (relativamente à TDT paga) não colhe, até porque, mesmo se não tivessem ocorrido os incidentes conhecidos, o 5º Canal provavelmente nunca arrancaria antes de meados de 2010!

O presidente executivo da PT, terá contudo garantido que o avanço do projecto não estaria em causa.

Estranho como um atraso de apenas alguns meses pode, aparentemente, “obrigar” à reformulação de um projecto…

Coincidência, ou não, também o ritmo de implantação da rede de emissores abrandou significativamente. Contudo, a PT justifica este “atraso” com situações meteorológicas adversas e outros constrangimentos.

Certo é que os desenvolvimentos mais recentes podem suscitar várias questões:
  • Continuará a PT com o mesmo interesse e empenho no desenvolvimento da TDT?
  • Estará a implantação da TDT a ser deliberadamente atrasada, de forma a não afectar o crescimento das outras plataformas do Meo?
  • Ou, estarão as declarações do presidente executivo da PT, de alguma forma relacionadas com a aparente recusa em antecipar a data do desligamento analógico para Janeiro de 2011, como pretende a PT?
Dá que pensar...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Canal HD "mexe" de novo! (act.)

O Canal HD voltou a dar sinais de vida!

O multiplexer A sofreu nova alteração e agora transmite novamente o Canal HD (em Full HD, 1920x1080), mas sem qualquer emissão, nem imagem nem som! Ao que tudo indica, portanto, teremos novidades antes do Natal.

Será que voltará a emissão "experimental" de Abril, que para muitos não passou de promoção ao Meo? Ou será algo diferente?

Consulte este espaço para ficar a par dos últimos desenvolvimentos!

Actualização:
O Canal HD aparece com o número 7, o que pode indiciar que estejam previstos mais dois canais no Mux A.

Para além dos 3,5 Mbps actualmente "utilizados" pelo Canal HD, o bitrate dos restantes canais foi reduzido, estando actualmente 6,2 Mbps sem utilização!

Notícias relacionadas:
TDT - Alta (in)definição...

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Quinto canal: Tribunal impede novo concurso

A "novela" 5º Canal continua. De acordo com informação avançada pelo "Sol", o tribunal aceitou a providência cautelar interposta pela Telecinco que, recorde-se, visa impedir o Estado de abrir novo concurso antes de ser conhecida a decisão do recurso apresentado sobre a decisão de chumbo da sua candidatura ao concurso do quinto canal de televisão.

O Governo, recorde-se, tinha anunciado em Abril a intenção de abrir novo concurso (intenção nunca concretizada), antes mesmo de se saber a decisão do recurso apresentado pela Telecinco. De acordo com o mesmo jornal, o Estado poderá recorrer desta decisão através da ERC. Com todos estes "incidentes", não é de prever que o 5º Canal arranque antes de 2011.

Actualização:
A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), informou que irá recorrer da decisão.

Notícias relacionadas:
TDT - Televisão Digital em Tribunal
5º Canal - Zon e Telecinco chumbadas
A TDT, o serviço público e a lenda do cavalo de Tróia

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Impacto do Dividendo Digital na TDT

É já sabido que após o chamado desligamento analógico, que em Portugal se prevê ocorra em Abril de 2012, uma larga faixa do espectro radioeléctrico será "libertado" ou "desocupado". A essa "libertação" de espectro dá-se o nome de Dividendo Digital.

Precisamente, uma das principais vantagens dos sistemas de difusão digital prende-se com a economia de espectro, ou seja, necessitam de ocupar um espaço (frequências) muito menor para difundir os programas. Com a substituição da difusão analógica pela digital (DVB-T, ATSC, etc), a maioria das frequências utilizadas para a difusão dos actuais canais de televisão ficará disponível.

A Comissão Europeia tenta implementar uma harmonização entre os estados membros relativamente a esta questão. Á semelhança de outros países, também em Portugal (através da ANACOM), se discutiu a utilização a dar ao espectro a libertar em 2012. Apesar de não divulgar publicamente o relatório da consulta pública que decorreu para o efeito, a ANACOM transmitiu num texto publicado as suas conclusões a propósito do mesmo.

Tal como se esperava, o que mereceu mais interesse (ou “apetite”) por parte dos interessados (presumivelmente operadores móveis), foi a atribuição da faixa de frequências 790-862Mhz para comunicações móveis de banda larga. Recorde-se que esta faixa é actualmente utilizada na difusão da TDT. Por motivos técnicos e económicos, os operadores de serviços móveis têm feito fortes pressões para lhes ser atribuída essa faixa de frequências a fim de expandirem as suas redes. Alguns países (Espanha é um deles), já decidiram nesse sentido. Em simultâneo, a ANACOM consultou a GSMA sobre esta matéria que, como é óbvio, defende a atribuição dessa faixa de frequências aos operadores móveis.

O seguinte parágrafo do texto da ANACOM merece alguma reflexão:

«Realça-se também que se perspectiva que mais países europeus venham a tomar decisão idêntica, reforçando cada vez mais uma harmonização de facto a nível europeu quanto a esta sub-faixa, pelo que se começa a desenhar uma tendência generalizada da sua atribuição para aplicações móveis de banda larga – agora também em Espanha – facto que deverá ser particularmente ponderado numa decisão final sobre esta matéria, nomeadamente quanto aos elevados riscos de isolamento que Portugal pode correr neste domínio

Quando foi seleccionada a norma MPEG-4 não terão sido ignorados os riscos de isolamento relativamente a Espanha, que adoptou o MPEG-2!?

Como é óbvio, esta decisão não é pacífica! A encabeçar o grupo dos “descontentes” estão os grupos operadores de televisão que argumentam que irão ter custos acrescidos, pois serão obrigados a mais um processo de transição. Em Portugal, como os operadores de televisão não têm rede própria (a difusão do sinal de televisão está a cargo da PT) esta questão não se deverá colocar. Não esqueçamos que a PT pretende antecipar o desligamento do sinal analógico em um ano, para 2011. Certamente que a PT irá concorrer (e provavelmente ganhar) o(s) concurso(s) que se avizinham. No entanto, a maioria dos telespectadores que recebam a TDT através de sistemas colectivos terão que realizar novas alterações nos sistemas de recepção! Os restantes espectadores apenas terão que re-sintonizar os seus receptores.

Para além da sub-faixa 790-862Mhz, que deverá ser destinada a comunicações móveis de banda larga, grande parte do espectro entre 470Mhz e 790Mhz ficará livre. Uma parte será destinada à televisão digital móvel e à alta definição. Infelizmente, relativamente à televisão regional e local mantém-se a indecisão. Nesta faixa (banda IV e V), para além das actuais frequências cujas licenças já foram atribuídas, a ANACOM planeou 3 coberturas MFN de âmbito nacional, 1 cobertura MFN de âmbito distrital e 3 coberturas MFN de âmbito nacional destinadas ao DVB-H.

Sendo o espectro radioeléctrico um bem público com o potencial de gerar enormes receitas para os detentores das licenças de exploração, esperemos que o Estado saiba obter as justas contrapartidas financeiras. Recorde-se que a optimização do espectro conseguida em parte devido à adopção da norma MPEG-4 (versus MPEG-2) tem, até à data, beneficiado apenas o operador da rede e os canais de televisão que pagam uma taxa de utilização mais baixa. O telespectador, esse foi “contemplado” com uma factura mais alta para pagar pois, como é sabido, os equipamentos compatíveis com a TDT portuguesa são (muito) mais caros.

Notícias relacionadas:

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

TDT - Alta (in)definição...

Muitas pessoas têm-me perguntado pelo canal de alta definição na TDT. O que aconteceu? Deixou de emitir?! Sim!

Uma das apostas da TDT é (ou seria) a oferta de programação em HD (alta definição) em canal aberto, através de um canal partilhado por todos os operadores (RTP, SIC e TVI), onde alternadamente seriam emitidos programas dos vários canais livres. Alegadamente, devido à falta de entendimento entre os operadores, este canal nunca saiu do papel!

Aproximando-se a data do arranque oficial da TDT (29 de Abril último), e perante a falta de acordo entre os operadores, a PT colocou no ar ("para a fotografia", digo eu..) uma emissão em alta definição com programação dos seus canais HD do Meo. Durante esta emissão, que durou apenas alguns (poucos) dias, os espectadores são informados em rodapé de que se tratava de uma emissão experimental. Desde então, o canal foi retirado e mais nenhuma informação saiu a público sobre o seu futuro.

Agora, pergunto. Porque não mantém a PT no ar uma emissão teste (sem programação do Meo) do canal HD? Ou, pelo menos, uma mira técnica? Será necessária autorização da Anacom? Terá também sido necessária autorização da Anacom para a PT colocar no ar programação dos seus canais em Abril?

Sem uma emissão HD, como podem os espectadores interessados comprovar o correcto funcionamento (em HD) dos receptores que compram?

Será que os planos do canal em alta definição foram definitivamente abandonados? Se sim, que destino será dado ao espaço livre no multiplex?

Estarão RTP Memória e RTPN mais próximos da emissão em canal aberto na TDT?

Não perca os próximos capítulos!



Notícias relacionadas:

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

TDT cobre 60% da população

De acordo com a PT, a TDT chega já a 60% da população portuguesa. São agora 39 os emissores em funcionamento, que cobrem maioritáriamente a zona do litoral, como planeado. Ao longo dos últimos meses, tem sido noticiado, aqui no blog, a entrada em funcionamento de novos emissores em: Leiria, Caldas da Rainha, Aveiro, Águeda, etc.

Lembro que a maioria destes novos emissores estão instalados junto a torres das antenas da TMN ou estações de feixes da PT, o que em muitos casos poderá obrigar ao redirecionamento da antena de recepção ou à colocação de uma 2ª antena de UHF. Importa também referir que em algumas zonas com indicação de cobertura, esta não é ainda totalmente satisfatória.

Quanto às datas de cobertura, constata-se que algumas foram antecipadas, mas muitas outras foram atrasadas, nalguns casos 1 ano! Isto não impede a PT de garantir a cobertura total do país até ao final de 2010 e afirmar que estará em condições de antecipar o desligamento do sinal analógico em 16 meses (Dez. 2010). Apesar das evidentes pressões (ou "recados"), o Governo mantém, por enquanto, Abril de 2012 como a data prevista para o desligamento do sinal analógico.

A implantação da rede corre pois, aparentemente a bom ritmo. Pena é que a oferta de programas se mantenha inalterada e os prometidos adaptadores a preço acessível continuem uma miragem!

Notícias relacionadas:

sábado, 15 de agosto de 2009

Espanha: TDT paga arranca em MPEG-2

A TDT paga chegou já a Espanha, com o inicio das emissões do canal GolTV, primeiro canal da TDT paga recentemente autorizada. O canal GolTV, como o seu nome deixa transparecer, é um canal dedicado ao futebol, que transmite jogos das principais ligas europeias (incluindo a portuguesa). Até aqui exclusivo das plataformas cabo, satélite e IPTV, o canal está a partir de agora disponível no Mux 69 da TDT Espanhola e temporariamente em sinal aberto. A este canal em breve se juntarão outros (também codificados) até ao máximo de seis. Para receber o canal é necessário um receptor de TDT (ou televisor com sintonizador TDT), mas com Common Interface (CI slot), ou seja, com a capacidade de receber um módulo de descodificação (CAM) e respectivo cartão de acesso.


Confirma-se assim a opção pela compressão MPEG-2 também para a TDT de pago (como dizem os nossos vizinhos espanhóis). Certo é, que a grande maioria dos receptores de TDT em uso em Espanha não pode ser adaptado para receber a TDT paga, pois não possui a Common Interface. Também em Portugal, e a poucos meses do arranque da TDT paga, essa característica foi aparentemente “esquecida”. Os leitores mais atentos recordarão que publiquei aqui no blog um alerta sobre a “omissão” da PT sobre a presença da Common Interface nos testes de compatibilidade dos equipamentos com a TDT portuguesa. A falta dessa característica impossibilitará a utilização desses equipamentos com a TDT paga e, poderá obrigar (os interessados) a novas despesas!

Não deixa de ser interessante verificar que apesar dos interessados na TDT paga serem obrigados a trocar de receptor, os operadores não tenham optado pela norma MPEG-4, utilizada em Portugal. Apesar do nível de vida espanhol ser muito superior ao português, certamente o factor custo terá sido crucial! Factor que parece não ter preocupado demasiado os decisores portugueses!

A opção espanhola pelo MPEG-2, também para a TDT paga, terá impacto indirecto e negativo na TDT em Portugal. A dimensão do mercado espanhol poderia contribuir para a redução de preço dos equipamentos MPEG-4, caso a norma tivesse sido adoptada para a TDT paga. Assim, o MPEG-4 chegará à TDT espanhola só em 2010, e gradualmente, com o inicio das emissões regulares dos canais de TDT em alta definição, após a conclusão do apagão analógico.

Em Espanha, a TDT vai "de vento em popa", tendo a penetração da TDT já ultrapassado a televisão analógica.

Video com o anúncio do arranque da TDT paga:

Video GolTV:

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

PT baixa exigências de compatibilidade da TDT

A PT anunciou alterações no seu programa de testes de compatibilidade TDT. As duas principais alterações dizem respeito ao consumo energético e ao comportamento dos equipamentos na presença de emissões simulcast HD. Até aqui era exigido que os receptores e televisores tivessem um consumo inferior a 2 Watts em standby, agora, essa exigência desaparece. Também agora, na presença de simulcast de emissões HD, já não é obrigatório que os aparelhos sintonizem automaticamente a emissão HD.

Mas o que estará por detrás deste recuo nas especificações dos equipamentos?

Certamente o facto de que, dos poucos equipamentos compatíveis à venda, quase nenhum cumprir com a exigência do consumo mínimo! Quase todos os receptores têm um consumo em standby quatro ou cinco vezes superior aos 2 Watts anteriormente exigidos. Um consumo diga-se, exagerado e que multiplicado pelas centenas de milhar de caixas previstas se poderá traduzir num grande desperdício de energia. Sem a alteração agora introduzida, praticamente nenhum receptor receberia a certificação de compatibilidade! Más notícias para o ambiente e para a nossa carteira, portanto.

Notícias relacionadas:

sábado, 1 de agosto de 2009

TDT: problemas de recepção

Com a chegada do período de férias, certamente muitos leitores irão aproveitar algum do seu tempo livre para tentar receber a Televisão Digital Terrestre. Vários pontos do país têm como data prevista de cobertura TDT o final do mês de Agosto. Nas últimas semanas têm entrado em funcionamento novos emissores de TDT abrangendo zonas não incluídas no arranque da TDT a 29 de Abril. A lista actualizada dos emissores, mapa de cobertura e frequências de TDT está aqui.

Alguns leitores queixam-se de que, apesar de estarem dentro da zona de cobertura do sinal indicada pela PT, não captam sinal algum ou captam muito mal o sinal de TDT.

O insucesso pode ter várias causas:

A área de cobertura é uma previsão

A área de cobertura é uma simulação realizada tendo em conta vários parâmetros. Nem sempre as previsões coincidem com a realidade. A PT não informa, mas as previsões de cobertura muito provavelmente assumem que na recepção se utiliza antena exterior com um ganho adequado e instalada a uma altura também adequada! Mais, as previsões de cobertura não têm em conta edifícios altos ou árvores que podem obstruir o sinal! A recepção fiável da TDT com antena interior, só será possível na proximidade dos emissores ou em casos excepcionais.

Sistemas de antena colectiva

Muitos dos leitores que informam não conseguir receber a TDT reside em edifícios que utilizam sistemas de recepção colectiva ainda não adaptados para a TDT. Nesse caso para receber o sinal através do sistema colectivo deverão solicitar uma verificação do sistema de recepção colectivo.

Não co-localização de emissores

Muitos emissores de TDT estão a ser colocados junto a antenas da TMN e não junto aos “antigos” emissores analógicos. Esta situação não é novidade, tendo sido abordada anteriormente aqui no Blog. Deve-se ao facto de a nossa TDT utilizar o tipo de rede SFN (rede de frequência única). Se o emissor de TDT não ficar em linha com o actual emissor analógico, poderá ser necessário reorientar a antena (poderá piorar ou perder o sinal analógico) ou instalar uma segunda antena.

Antenas incompatíveis

As antenas utilizadas deverão ser compatíveis com a TDT. Isto não significa necessariamente que a antena terá de ser trocada por uma nova. Muitas das antenas em uso há vários anos servem perfeitamente, desde que estejam em boas condições. Contudo deverão ser de banda larga, isto é, capazes de receber bem todas as frequências UHF, do canal 21 ao canal 69*. É aconselhável que tenham um ganho não inferior a 14dBi. A imagem seguinte ilustra os tipos de antena que com mais frequência se encontram à venda. As antenas 1 e 2 são exteriores. As antenas 4 e 5 são antenas interiores. A antena 3 é uma antena especial para caravanas, mas que também pode ser utilizada no exterior de edifícios, em zonas de boa cobertura. A antena 1 é uma antena VHF e não é compatível com as actuais emissões de TDT.


Antenas Log-Periódicas ou "rabo-de-bacalhau"

Estas antenas normalmente apresentam um poder de captação de sinal relativamente baixo e baixa directividade devendo a sua utilização ser evitada em zonas onde o nível de sinal recebido é baixo ou é afectado por reflexões.  

Qualidade da instalação

Para além da antena, é também muito importante que o cabo coaxial e todos os conectores (fichas) sejam de boa qualidade.


* Na prática a antena deverá ter um ganho adequado na frequência utilizada pelo emissor TDT, que no Continente é actualmente o canal 56 de UHF. Referem-se as antenas de banda larga porque estas, em principio, asseguram um ganho satisfatório em todos os canais UHF, o que salvaguarda eventuais alterações na televisão digital terrestre, como a alteração da frequência (como já ocorreu) ou a utilização futura de novas frequências. Se a antena em utilização tem um ganho adequado na(s) frequência(s) TDT e está em boas condições, não há necessidade de trocar, como é evidente.

Importa também lembrar que, como a PT não divulgou a lista de todos os locais onde serão colocados emissores de TDT e sua respectiva área de cobertura e, como em muitas localidades será possível receber sinal de dois ou mais emissores, não é ainda possível determinar qual será o emissor mais indicado para essas zonas e qual a orientação definitiva a dar à antena.


Televisores e receptores

Para desfrutar das emissões da TDT portuguesa é necessário que o televisor ou receptor TDT suporte as normas de compressão MPEG-4 (video) e AAC (áudio). Nos receptores tipo placa sintonizadora ou Pen USB (para computador) o processamento do sinal é realizado pelo computador. Para receber as emissões basta que os codecs H.264 e AAC estejam instalados e à entrada de antena chegue sinal suficientemente forte. Na eventualidade do televisor ou receptor de TDT não ser compatível com a TDT portuguesa será possível sintonizar a emissão, mas não será possível ver/ouvir os programas.


Problemas de recepção da TDT portuguesa em zonas vizinhas de Espanha:

Em instalações em que a antena de recepção fica orientada para Espanha ou se faz a mistura de sinal de duas antenas (sem filtragem) é possível que, em determinadas condições, emissões provenientes de Espanha no canal 56 afectem a recepção da TDT portuguesa.

A solução para este tipo de problema depende das particularidades de cada caso.


Parte 2: Como melhorar o sinal da TDT

Notícias relacionadas:

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Programa "A Voz do Cidadão" sobre a TDT

No sábado, o programa do Provedor do Telespectador da RTP “A Voz do Cidadão” abordou o tema Televisão Digital Terrestre (TDT). Como o próprio Provedor (Paquete de Oliveira) reconheceu, foi o número elevado de solicitações dos telespectadores que levou a que fosse dedicado um programa a este tema. Alguns do cidadãos que participaram são assíduos participantes do Blog TDT-Portugal.

Embora várias questões tivessem ficado sem resposta, no geral considero positiva a emissão do programa. Afinal, foi dada voz ao cidadão comum, e a própria ausência de respostas convincentes a algumas das observações mais “contundentes”, na minha opinião, põem em xeque perante o grande público o erro de algumas das opções tomadas e acaba por validar as críticas dos cidadãos. O programa teve ainda o mérito de alertar a grande maioria do público que ainda está alheio da temática da TDT para questões importantes que, mais cedo ou mais tarde, serão do seu interesse.

Sem surpresa, constatei que muitas das pessoas entrevistadas no inquérito de rua ainda desconhecem o que é a TDT, o que confirma estudos publicados e a necessidade de avançar com campanhas de informação e sensibilização de maior alcance (leia-se televisão). De realçar ainda, uma grande confusão e a associação da TDT com as plataformas de pay-TV (cabo, fibra, satélite). Mas, seria de esperar outra coisa, quando a TDT é patrocinada por um dos serviços de pay-TV, e quando a relação de Mux’s codificados e sinal aberto é de 5 para 1? Infelizmente, parece-me a nossa TDT foi “pensada” para que os canais de acesso gratuito fossem apenas um apêndice da TDT. O mínimo dos mínimos, nada mais!

Também alguns dos aspectos mais técnicos da TDT são mal interpretados por muitos. A questão dos Multiplexers (ou Mux’s), apesar de estar documentada foi mal representada no programa. Vejamos, até ao encerramento das emissões analógicas é sabido que existirão 6 Mux’s: A, B, C, D, E e F. Dos seis, apenas o Mux A está destinado à difusão de programas em canal aberto. Os Mux’s B a F destinam-se à difusão de programação codificada (Meo DT). Dos seis Mux’s apenas o A, o B e o C está previsto que tenham cobertura nacional (pelo menos inicialmente). Os Mux’s D, E e F, devido à saturação do espectro radioeléctrico, apenas irão cobrir parte do litoral (até aprox. 80Km da fronteira).

Outro ponto que considero foi mal abordado diz respeito aos canais regionais e locais. Ao contrário do que foi dito, não foram atribuidos Mux's de cobertura regional ou local. Só após o encerramento das emissões analógicas existe a possibilidade de atribuição de 3 novas coberturas de âmbito nacional em MFN e 1 cobertura de âmbito distrital em MFN, essas sim vocacionadas para canais nacionais, regionais e locais. O que está previsto, e foi anunciado pela PT, é a emissão de dois canais regionais nos mux's já atribuidos. Estas matérias, no meu entender, deveriam ter sido explicadas no programa por alguém da ANACOM, que é a entidade responsável.

De realçar a convicção (talvez em em tom de aviso/alerta) do director de engenharia e tecnologias da RTP acerca da evolução da TDT em Portugal. Será um aviso de que em breve se espera que o sistema DVB-T será substituído pelo mais recente e eficiente DVB-T2? Quero acreditar que assim não seja.

Os meus parabéns a todos os leitores que participaram no programa!

O programa está disponível para consulta: no site da RTP ou para download aqui mesmo.

Recordo que está disponível online a Petição pela emissão da RTPN e RTP Memória em canal aberto.

Notícias relacionadas:
Petição: Pela emissão da RTPN e RTP Memória na TDT em canal aberto
RTPN e RTP Memória na TDT, já!
TDT Portuguesa: incertezas e contrariedades

quarta-feira, 24 de junho de 2009

A TDT está a chegar a Aveiro (act.)

Hoje, durante uma deslocação a Aveiro pude observar que foi instalada uma antena emissora da Televisão Digital Terrestre (TDT) em Aveiro. A antena está situada na torre de feixes hertzianos da PT Comunicações na localidade de São Bernardo, Aveiro. A antena aparenta ser idêntica às utilizadas pelo emissor de Coimbra (Penedo da Saudade) e Caldas da Rainha. Isto significa que a TDT deve estar prestes a chegar à cidade de Aveiro e localidades mais próximas. O emissor ainda não está em funcionamento.

Actualização 3/07/2009:
A TDT chegou a Aveiro! O emissor de São Bernardo já foi activado!

Actualização 6/07/2009:
O emissor de Águeda também já está em funcionamento!

Actualização 13/07/2009:
Emissor de S. Bernado/Aveiro:Vários leitores de Aveiro informam não receber sinal proveniente do emissor , mesmo na próximidade do mesmo! Tudo indica portanto que o emissor está desligado.

Actualização 24/07/2009:
Emissor de S. Bernardo/Aveiro em funcionamento!

Actualização 04/08/2009:
Durante uma deslocação a Aveiro pude finalmente verificar in loco o funcionamento do emissor de São Bernardo. A fim de simular uma recepção com equipamento portátil, testei a recepção do sinal em vários pontos. Para o efeito utilizei um computador portátil, uma placa TDT USB (com boa sensibilidade) e uma vulgar antena vertical de 1/4 de onda com base magnética. Apesar de não estar à espera de encontrar um sinal forte, os resultados ficaram muito aquém do esperado. Com este equipamento apenas consegui uma recepção satisfatória até aprox. 3Km do emissor. A 5Km do emissor o sinal desapareceu completamente. Todas as "medições" foram realizadas em campo aberto. Tudo indica, portanto, que o emissor está a utilizar uma potência muito reduzida. A intensidade do sinal ainda não permite uma recepção fiável sem recurso a antena exterior adequada, mesmo a poucos Km do emissor.

Notícias relacionadas:

segunda-feira, 22 de junho de 2009

TDT paga já tem luz verde

De acordo com a ANACOM, foram emitidos os títulos que conferem os direitos de utilização de frequências, para a oferta de serviços de radiodifusão televisiva digital terrestre (TDT), relativos aos Multiplexers B a F (MUX B a F). Os Multiplexers B,C, D, E e F serão utilizados na emissão da oferta paga da TDT (Meo DT).

Segundo o caderno de encargos, dos 5 Multiplexers, apenas o B e o C terão cobertura de âmbito nacional. Os Multiplexers D, E e F apenas poderão ser recebidos (pelo menos numa 1ª fase) em parte do litoral.

Recorde-se que em Abril, na sequência do atraso na concessão das licenças para a TDT paga, e do fracasso do concurso ao quinto canal de televisão generalista a PT afirmou que iria repensar o projecto. Então, o presidente executivo da PT, Zeinal Bava, comentou que, «após nove meses deste processo, passou muito tempo, há uma alteração de circunstâncias que temos de analisar». Aguardemos então para saber se haverá alterações em relação ao projecto inicial.

Notícias relacionadas:
PT vai "repensar" a TDT paga
PT autorizada a emitir a TDT a nível nacional

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Petição: Pela emissão da RTPN e RTP Memória na TDT em canal aberto

Como é do conhecimento dos leitores, actualmente não há grande incentivo para aderir à TDT.

Afím de inverter esta situação, tem sido sugerida como solução, a emissão dos canais RTPN e RTP Memória no espaço livre do Mux A.

Para além do envio de mensagens a várias entidades, sugeridas no post anterior, foi agora criada uma petição online para que todos os interessados possam assinar, dando assim apoio a esta solução.

Petição Pela emissão da RTPN e RTP Memória na TDT em canal aberto

Exmo. Sr. Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações

Os signatários vêm solicitar a sua atenção para os seguintes factos:

1. A 29 de Abril do corrente ano arrancaram em Portugal as primeiras emissões oficiais de televisão digital terrestre (TDT).

2. Portugal é dos últimos países europeus a iniciar o processo de transição do sistema de televisão analógica para o sistema de televisão digital terrestre.

3. Segundo recomendação da Comunidade Europeia e já regulado pelo Governo, o encerramento das emissões de televisão analógica será em Abril de 2012.

4. O concurso que atribuiu a licença de exploração do Mux A ou seja, da TDT de acesso não condicionado livre (canais gratuitos), salvaguardou espaço para a difusão de um canal em alta definição e de um 5º canal generalista em definição standard.

5. O concurso para a atribuição da licença do 5º canal terminou sem vencedor. Aliás, os dois únicos candidatos foram chumbados pela ERC.

6. O canal em alta definição, que deveria transmitir programação dos canais públicos e privados nunca se materializou devido à falta de acordo entre os canais.

7. Como foi reconhecido por responsáveis do Governo, a existência de uma oferta televisiva para além dos quatro canais actuais seria um factor extremamente importante para assegurar o sucesso da televisão digital terrestre e um apoio muito significativo na fase de transição. Esta, aliás, tem sido a estratégia seguida por vários outros países em que, por exemplo, os operadores públicos disponibilizaram novos canais temáticos na plataforma de TDT.

8. Não se perspectiva a breve prazo uma alteração da situação de impasse em que o 5º canal e o canal de alta definição se encontram.

9. Em 2004, aquando do lançamento dos canais RTPN e RTP Memória, foi dada como justificação para a sua não difusão na rede analógica de televisão a falta de espectro (espaço) radioeléctrico. Os canais ficaram disponíveis apenas nasplataformas de canais pagos.

10. Actualmente existe espectro (espaço) livre no Mux A para a difusão de, pelo menos, mais dois canais em definição standard.

Pelo exposto, vimos solicitar:

A difusão dos canais RTPN e RTP Memória em sinal aberto no espaço livre do Mux A da TDT.

Lisboa, 17 de Junho de 2009

Ajude a divulgar esta petição!

Sugestões:
- Envie um email a todos os seus contactos e peça-lhes que o reencaminhem.
- Divulgue a petição em fóruns e blogues colocando um link para a petição: http://www.peticao.com.pt/tdt-canal-aberto
- Espalhe a palavra.

Notícias relacionadas:

terça-feira, 16 de junho de 2009

RTPN e RTP Memória na TDT, já!

Está à vista de todos que a oferta minimalista da TDT portuguesa, previsivelmente, não está a despertar grande interesse nos portugueses. Depois do aparente abandono das emissões partilhadas no Canal HD (nunca chegaram a concretizar-se) e da incerteza quanto ao 5º Canal generalista, a oferta da TDT gratuita resume-se a RTP1, RTP2, SIC e TVI (mais a RTP Açores e RTP Madeira nos arquipélagos). Ou seja, em termos de oferta televisiva a TDT não está a oferecer nada de novo aos portugueses, nem se perspectiva uma alteração desta situação a curto prazo.

Como se não basta-se, a somar à paupérrima oferta de canais, a nossa TDT tem ainda contra si o preço elevado dos adaptadores necessários, resultado da escolha da norma MPEG-4/H.264, tema amplamente discutido no blog.

No caso português, é caso para dizer que nunca uma nova tecnologia ofereceu tão pouco em troca de tanto dinheiro. Pelo andar da carruagem, vai mudar alguma coisa para que tudo fique na mesma.

Em 2004, aquando do lançamento dos canais RTPN e RTP Memória, foi dada como justificação para a sua não difusão na rede analógica de televisão a falta de espectro (espaço) radioeléctrico. Os canais, apesar de classificados de interesse público, foram directamente para as plataformas de canais pagos (cabo e satélite).

A RTP gastou recentemente bastante dinheiro com a sua restruturação e mudança da imagem corporativa, tendo-se nitidamente "inspirado" na BBC e na RTVE. Pena que não tenha também seguido o exemplo desses operadores públicos e salvaguardado espaço na TDT para disponibilizar novos canais.

Agora que a TDT oferece o espaço necessário para a emissão desses canais, muitos portugueses recordam o que foi dito na altura e reclamam a inclusão da RTPN e RTP Memória na oferta gratuita da televisão digital terrestre. E com razão!

Tomando o exemplo da RTP Memória. Como se justifica que este canal, em que quase toda a programação tem origem no arquivo da RTP que ao longo de décadas foi pago pelos contribuintes portugueses através da taxa de televisão e dos impostos, seja um exclusivo da televisão por assinatura?

A própria RTP parece pouco interessada em alterar esta situação ou discutir este assunto. Tão pouco é possível encontrar informação contabilística que discrimine de forma autónoma os custos e proveitos dos canais RTPN/RTP Memória. No entanto no Relatório e Contas da RTP de 2007, está escrito:

«Face ao impacto na população portuguesa e as obrigações de serviço público que Ihe estão cometidas, a RTP, enquanto operador de serviço público, pretende ter um papel activo neste processo de evolução tecnológica e de alargamento da capacidade de oferta de serviços do sector audiovisual de forma a ser possível desenvolver uma verdadeira plataforma multimédia na TDT em Portugal.

A exemplo de outros países e das experiências mais recentes de TDT na Europa, 0 papel do Serviço Publico de Televisão (e concretamente as exigências em matéria de inovação e de cobertura universal de Portugal) pode ser decisivo para um switch-off mais rápido, quer através da qualidade e diversidade dos serviços de programas oferecidos, quer ainda pelo desenvolvimento de novos serviços ligados ao desenvolvimento da Sociedade da informação (informação, educação, etc.).»


Como é reconhecido pela RTP, pelo Governo e por vários estudiosos destas matérias, a oferta de novos programas na TDT é um factor muito importante, senão mesmo crucial para uma rápida adesão à plataforma e o seu sucesso. Em toda a Europa, a TDT portuguesa, que é das últimas a serem implantadas, tendo portanto um dos períodos de transição/adaptação mais curtos, é também das que têm uma oferta de canais gratuitos mais reduzida!

O Blog TDT-Portugal cedo apontou a difusão da RTPN e RTP Memória em canal aberto como solução para o impasse na TDT. Muitos leitores têm manifestado a mesma opinião nos vários comentários recebidos.

Para além de participarem no inquérito que está a decorrer no blog, cujos resultados demonstram de forma inequívoca o apoio a esta solução, os leitores podem fazer chegar a sua opinião directamente a várias entidades e aos partidos políticos. Sugestões:

Ministro dos Assuntos Parlamentares (Augusto Santos Silva):

Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações (Mário Lino): gmoptc@moptc.gov.pt

Bloco de Esquerda: bloco.esquerda@bloco.org


Partido Social Democrata: psd@psd.pt

CDS - Partido Popular: cds-pp@cds.pt

Novo!
Foi criada uma petição para a emissão da RTPN e RTP Memória na TDT em canal aberto. Clique aqui para assinar!

segunda-feira, 15 de junho de 2009

A TDT está a chegar a Leiria (act.)

Um leitor do blog reparou numa nova antena instalada num poste da PT situado junto à localidade de Alcogulhe – Leiria (coordenadas 39º42’23” N, 8º51’40” W). Trata-se de uma antena utilizada na emissão da TDT, o que indicia que a TDT deverá estar prestes a chegar à cidade de Leiria. A potência do emissor é desconhecida, mas deverá assegurar a cobertura de Leiria, Marinha Grande, Batalha, Porto de Mós e outras localidades próximas. O emissor não está ainda activo.

Aqui ficam algumas fotos tiradas pelo leitor. A antena de TDT é composta pelos painéis vermelhos no topo do poste.



Actualização 1/08/2009:
A TDT já é recebida em Leiria.

Notícias relacionadas:
TDT: Emissores e mapas de cobertura
TDT arranca a 29 de Abril
TDT: Cobertura do Litoral

quarta-feira, 3 de junho de 2009

A TDT, o servico público e a lenda do cavalo de Tróia

De acordo com a lenda associada à conquista de Tróia pela Grécia, na chamada Guerra de Tróia, um grande cavalo de madeira foi deixado junto às muralhas de Tróia. Construído de madeira e oco no seu interior, o cavalo abrigava alguns soldados gregos dentro da sua barriga. Deixado à porta da cidade pelos gregos, os Troianos acreditaram que ele seria um presente como sinal de rendição do exército inimigo. Durante a noite, os guerreiros deixaram o artefacto e abriram os portões da cidade. O exército grego pôde assim entrar sem esforço em Tróia, tomar a cidade, destruí-la e incendiá-la.

Fonte: Wikipédia

Aquando do concurso ao 5º canal de televisão generalista, vieram a público informações surpreendentes acerca da estratégia de um dos candidatos para o seu canal de televisão na plataforma TDT. Em síntese, o candidato planeava utilizar o seu canal na TDT essencialmente para promover as suas plataformas de televisão por assinatura (táctica do cavalo de Tróia). Uma das tácticas previa a emissão do primeiro episódio de cada nova série televisiva, no seu canal TDT e os seguintes apenas na plataforma de canais pagos! A sua candidatura, felizmente, foi chumbada.

É notório que não há grande interesse na plataforma de canais gratuitos da TDT (Mux A), aliás, só duas empresas se apresentaram ao concurso do 5º canal. Nem o serviço público de televisão parece estar interessado na TDT! Parece ser mais vantajoso (para a RTP) continuar a emitir canais como a RTP Memória ou RTPN apenas nas plataformas de canais pagos. Mas agora, a desculpa da falta de espectro já não “pega”! O canal em alta definição não está a ser transmitido e o 5º canal não se vislumbra no horizonte próximo (os dois únicos candidatos foram chumbados).

A RTP que tanto se tem "inspirado" na RTVE e na BBC, porque não "copia" também o exemplo desses serviços públicos que introduziram novos canais temáticos na plataforma (gratuita) da TDT?

A opção tecnológica adoptada (compressão MPEG-4) permite transmitir pelo menos sete canais de televisão em definição standard. Actualmente os espectadores não têm acesso nem a mais canais de televisão nem a alta definição. Ou seja, quem pretender aceder à TDT tem que pagar (e muito) para receber os mesmos canais que já recebe em analógico. Os consumidores estão a pagar mais por uma tecnologia que está a ser subaproveitada.

E, infelizmente, também não estaremos longe da verdade se dissermos que temos uma TDT gratuita de “favor”. Vejamos: a “promoção” é feita pelo serviço MEO (vêr site oficial), a tecnologia foi seleccionada tendo em conta a TDT paga e a promoção a sério (televisão) provavelmente também só começará quando a TDT paga estiver pronta para arrancar.

Depois do falso arranque em 2001 e da falta de interesse no concurso de 2008 (só a PT concorreu ao Mux A), a TDT gratuita parece ter ficado irremediavelmente refém dos interesses dos grandes grupos de media nacionais e da empresa que faz a distribuição do sinal.

Haja vontade política e firmeza para tomar as decisões que permitam corrigir esta situação.

Noticias relacionadas:

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Blog TDT-Portugal completa 1 ano

Faz hoje um ano que o blog TDT-Portugal nasceu. Como entusiasta da TDT, criei este espaço com o objectivo de acompanhar a introdução da televisão digital terrestre em Portugal.

Neste curto espaço de tempo assistimos às polémicas dos concursos, aos silêncios comprometedores, às contradições quase diárias e a lamentáveis encenações. Aqui foi denunciada a falta de informação e daqui partiram os primeiros alertas para os consumidores. No meio das polémicas, arrancou finalmente a TDT.

O blog TDT-Portugal é e continuará a ser um espaço independente, aberto à crítica construtiva.

Decorrido um ano, posso afirmar com natural satisfação que o balanço é francamente positivo. Para o sucesso deste espaço muito tem contribuído a participação dos leitores a quem deixo aqui o meu sincero agradecimento.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Vêr TDT com o VLC media player

Em Abril deixei aqui algumas dicas de como abrir o ficheiro com o stream "amostra" de uma emissão de TDT com o programa VLC media player. Muitos poderão desconhecer, mas o VLC permite também sintonizar as emissões de TDT!

Alguns leitores do Blog têm encontrado grandes dificuldades em sintonizar a TDT no computador, devido ao software de origem não ser compatível com a TDT portuguesa. O VLC pode ser a solução!

A grande vantagem do VLC é que todos os codecs necessários para abrir os mais variados tipos de ficheiro audio e video estão integrados no próprio programa. Não é portanto necessário procurar e instalar os codecs H.264 e AAC para "abrir" as emissões da TDT. Isto se utilizar-mos o VLC, claro.

Antes de tentar-mos sintonizar a emissão de TDT com uma placa sintonizadora (PCI ou USB), devemos instalar o software original. Também devemos verificar se estamos numa zona de cobertura e a antena está direccionada para o emissor que serve a nossa zona. A lista de emissores e mapas de cobertura está aqui.

A versão mais recente do VLC (0.9.9) ainda tem algumas limitações, por exemplo, não dá indicação do nível/qualidade do sinal TDT. Por esse motivo, para orientar a antena de recepção, devemos utilizar o programa que veio com o equipamento, ou outro.

Para sintonizar uma emissão de TDT, basta abrir o VLC e no menú Media, seleccionar a opção Abrir Dispositivo de Captura. Em Capture mode, seleccionar a opção DVB DirectShow. De seguida seleccionar DVB-T, introduzir a frequência 842000Khz e a largura de banda 8 Mhz.

Nota: este post foi publicado em Maio de 2009. Actualmente a frequência 842000Khz já não é utilizada pela TDT portuguesa. Pode consultar aqui a lista completa das frequências TDT utilizadas em Portugal.


Se o VLC detectar a emissão é selecionado o primeiro canal da lista (RTP1). Para mudar de programa, basta aceder ao menu Playback/Program.


Para evitar ter que introduzir todos os parâmetros sempre que quizer-mos utilizar o VLC para vêr TDT, podemos criar um atalho e personalizá-lo da seguinte forma:

Devemos adicionar ao campo Destino os parâmetros disponíveis no campo Personalizar da primeira caixa de diálogo. Agora sempre que iniciarmos o VLC pelo atalho, ele abre automáticamente a emissão de TDT!
Download do VLC Media Player
Notícias relacionadas:
Emissão definitiva da TDT disponível para teste
Emissores e Mapas de cobertura
TDT portuguesa em MPEG-4

terça-feira, 12 de maio de 2009

PTelecom “descuida” TDT paga nos testes de verificação de compatibilidade

No próprio dia em que a PTelecom divulgou a informação sobre o processo de verificação de compatibilidade de televisores e set-top box’s (receptores ou adaptadores), deixei aqui o alerta. Não há qualquer referência à necessidade da presença da CI (Common Interface) nos aparelhos para os mesmos obterem a certificação de compatibilidade.

O facto de não ser exigida a presença da CI nos televisores e receptores TDT para os mesmos obterem a certificação de compatibilidade com a TDT portuguesa terá como consequência inevitável que alguns dos equipamentos certificados não permitam a recepção da TDT paga, com lançamento aguardado para dentro de alguns meses. A recepção da TDT gratuita não será afectada.

Isto porque é a CI que permite dotar os aparelhos com o módulo de descodificação apropriado para ver os canais da futura tdt paga (alguns receptores já vêm preparados de raiz para um determinado sistema de codificação). Recorde-se que também não é ainda do conhecimento público qual o sistema de codificação a utilizar pelo serviço.

Nos televisores, como na altura expliquei, o problema não deverá ser grave, pois quase todos já vêm equipados com a CI. Mas, nos receptores que a não possuam, isso vai impossibilitar a sua utilização (legal) com a tdt paga. Há modelos de receptores TDT à venda em Portugal que não possuem a CI e não permitirão a sua utilização com a TDT paga!

Na minha opinião o logotipo de compatibilidade deveria fazer essa distinção ou alertar para esse facto. De contrário, os consumidores podem ser induzidos em erro porque, devido à presença do logotipo, julgam que estão a comprar algo 100% compatível, o que pode não ser o caso.

Quando o Meo DT for lançado, certamente que finalmente irão aparecer receptores a preços mais “atractivos”, ou sob a forma de aluguer, mas certamente também com a contrapartida de um contrato de fidelização de um ou dois anos, com aliás já acontece com o serviço satélite.

Do ponto de vista comercial, a PTelecom parece não ter interesse em garantir a compatibilidade de equipamentos fornecidos por outras empresas com a TDT paga, “talvez” porque ela própria será fornecedora desses equipamentos.

A própria adopção do MPEG-4 para além da tão apregoada economia de espectro radioeléctrico, dadas as condições (previsíveis) do mercado, permitirá colocar a PTelecom numa situação de quase monopólio como fornecedor dos receptores TDT, pelo menos a curto/médio prazo.

Parece-me pois, que estamos na presença de um caso nítido de conflito de interesses em que o consumidor menos informado, mais uma vez, poderá vir a ser prejudicado.

Actualização 13/05/2009:
Desde o inicio deste Blog tenho citado a Irlanda como um bom exemplo a seguir no que ao processo de introdução da TDT diz respeito. Na Irlanda o arranque oficial da TDT está previsto para este Outono. Desde Fevereiro de 2008 que estão divulgados os requisitos técnicos dos televisores e receptores TDT. No documento seguinte são claramente distinguidos os requisitos mínimos, os recomendados e os opcionais.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

TDT: Preço alto dos adaptadores dificulta transição digital

Depois de tudo o que tenho lido e ouvido sobre a TDT em Portugal nos últimos doze meses, julguei que já nenhuma notícia me poderia surpreender. Enganei-me!

Na minha opinião estamos a assistir a um verdadeiro “frete” de alguns orgãos de comunicação social à empresa que venceu os concursos da TDT. Os exemplos são vários, talvez o mais flagrante o de um conhecido diário matutino que a pretexto de publicar notícias sobre a TDT se limita a repetir até à exaustão a mesma informação, quase sempre acompanhada de uma lisonjeira foto do presidente da PT! Como alguém já disse, vocês sabem de quem é que eu estou a falar…

Agora até o JN se saiu com este belo titulo: Descodificadores TDT mais cedo que o previsto. Então para quando estavam previstos? Para Abril de 2012? Segundo informação da PT, refere o jornal, a mesma teria colocado nas suas lojas descodificadores à venda mas, surpresa das surpresas, algumas lojas já teriam esgotado o stock! Ou seja, ao mesmo tempo que anuncia que colocou à venda descodificadores, a PT informa que os mesmos já não estão disponíveis!

Tanto quanto pude apurar apenas foram enviados alguns poucos receptores TDT para algumas lojas PT. Há lojas PT em zonas com cobertura que não receberam ainda quaisquer receptores, nem sabem informar se ou quando irão recebe-los. A PT, recorde-se, apresentou a 12 de Janeiro último, dois modelos de receptores de TDT, tendo para um deles (com funcionalidades básicas) anunciado o preço de 50 €. Dos dois modelos de receptores TDT (alegadamente) à venda, o mais barato custa nada menos que 99€, ou seja o dobro do preço anunciado!

Parece pois que continua o spin doctoring da TDT. Alegadamente, para contrariar o impacto negativo na opinião pública da (previsível) falta de receptores a preços acessíveis no lançamento da TDT, os spin doctors “lançam” cá para fora esta pérola! Alegadamente, a mensagem que querem passar para o público é: esqueçam que anunciámos receptores TDT a 50€, tivemo-los à venda por 99€ e a procura foi tanta que já os vendemos todos! Portanto, preparem-se para abrir os cordões à bolsa!

E assim, passo-a-passo se vai dando a volta à opinião pública. É tudo um negócio, já sabemos, e não falta quem esteja disposto a alinhar no jogo. Mas eu, como se costuma dizer, para esse peditório, já dei.

Notícias relacionadas:
Adaptadores TDT serão mais caros que o anunciado

quinta-feira, 30 de abril de 2009

TDT: Emissores e Mapas de cobertura

(última actualização: 30/11/2013)

FREQUÊNCIAS

Continente:
Canal 56 - 754 Mhz (754000Khz)

Madeira:
Canal 54 - 738 Mhz (738000Khz)

Açores:
Canal 47 - 682 MHz (682000 Khz) - (Ilha de São Jorge)
Canal 56 - 754 MHz (754000 Khz) - (Ilha do Pico)
Canal 48 - 690 MHz (690000 Khz) - (Ilhas de S. Miguel e Graciosa)
Canal 49 - 698 MHz (698000 Khz) - (Ilha do Faial)
Canal 54 - 738 MHz (738000 Khz) - (Ilha Terceira, S. Maria, Flores e Corvo)


FREQUÊNCIAS ALTERNATIVAS - Rede MFN
Rede composta por três emissores adicionais destinada a colmatar problemas de cobertura originadas por auto-interferências na rede SFN e só detectadas pela Anacom após o switch-off analógico.

Continente:
Monte da Virgem: Canal 42 (642000 KHz)
Lousã (Trevim): Canal 46 (674000 KHz)
Montejunto: Canal 49 (698000 KHz)


Polarização do sinal: Horizontal
Largura de banda: 8Mhz

Poderá consultar uma lista actualizada com a localização dos emissores aqui.

Nota: Alguns emissores não emitem em todas as direcções, pelo que poderá não ser possível captá-los em algumas localidades, mesmo próximas. 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A INFORMAÇÃO SEGUINTE É UM HISTORIAL DA EVOLUÇÃO DA INSTALAÇÃO DA REDE DE EMISSORES TDT EM PORTUGAL REGISTADA PELO BLOGUE TDT EM PORTUGAL
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

LISTA COM TAXAS DE COBERTURA TDT POR CONCELHO

ALTERAÇÃO DE FREQUÊNCIAS:
Algumas das anteriores frequências TDT foram alteradas entre finais de Abril e final de Junho de 2011, devido à recente decisão de atribuir a sub-faixa dos 790-862Mhz para a prestação de serviços de comunicações electrónicas.ALTERAÇÃO DA FREQUÊNCIA PARA C56 (LISTA DE EMISSORES)

10/03/2011:
Apesar de ter sido informado que a rede teria 180 emissores (consultar post de 15/04/2009), tudo indica que a PTC desistiu de instalar alguns emissores, tendo-se ficado por 153. Segundo declarações de um responsável da Anacom os trabalhos de instalação da rede terminaram em 2010. 3/05/2011: a PTC anunciou a entrada em funcionamento de novos emissores - a rede não está terminada!

23/08/2010:
Apesar do site oficial da tdt informar para muitas localidades que a cobertura será até Dezembro 2010, isso não significa que entrará em funcionamento um novo emissor que irá melhorar a cobertura na zona em questão! Várias localidades apontavam previsão de cobertura para Dezembro de 2010 e entretanto já apresentam indicação de zona coberta, apesar de não ter entrado em funcionamento nenhum novo emissor!


Actualizações

7/05/2009:
O canal HD (alta definição) deixou de ser emitido pouco tempo depois do arranque oficial da TDT. Actualmente são emitidos apenas os quatro canais nacionais (no continente) com um bitrate superior ao habitual.


15/06/2009:
Nova antena de emissão TDT instalada próximo da localidade de Alcogulhe – Leiria (coordenadas 39º42’23” N, 8º51’40” W). Tudo indica que a TDT deverá estar prestes a chegar à cidade de Leiria. A potência do emissor é desconhecida, mas deverá assegurar a cobertura de Leiria, Marinha Grande, Batalha, Porto de Mós e outras localidades próximas. O emissor não está ainda activo. 1/08/2009 - A TDT já é recebida em Leiria!




A antena de TDT é composta pelos 4 painéis vermelhos no topo do poste.


18/06/2009:
Segundo informação da PT, entrou hoje em funcionamento o emissor TDT do Bonfim (Porto).

19/06/2009:

O leitor Fábio Estevão identificou uma antena de emissão TDT na cidade das Caldas da Rainhas. Informa ainda que o emissor ainda está desligado para a instalação dos respectivos equipamentos. 29/06/2009 - emissor já está em funcionamento!








24/06/2009:
Durante uma deslocação a Aveiro identifiquei uma antena de emissão de TDT instalada na torre de feixes hertzianos da PT Comuniçãoes, em São Bernardo / Aveiro. A antena aparenta ser idêntica às utilizadas pelos emissores de Coimbra (Penedo da Saudade) e Caldas da Rainha. O emissor ainda não está em funcionamento. 3/07/2009 - emissor já está em funcionamento! - 13/07/2009: Vários leitores de Aveiro informam não receber sinal proveniente do emissor , mesmo na próximidade do mesmo! Tudo indica portanto que o emissor está desligado. 24/07/2009 - emissor em funcionamento!


6/07/2009:
Emissores de Águeda e Figueira da Foz já activados? Este fim-de-semana, no decorrer de uma pesquisa detectei sinais de TDT na direcção de Águeda e Figueira da Foz, cidades que terão emissor de TDT. É bem provável que estes emissores também já estejam a funcionar. 8/07/2009 - Emissor de Águeda já está em funcionamento!


4/08/2009:
Durante uma deslocação a Aveiro pude finalmente verificar in loco o funcionamento do emissor de São Bernardo. A fim de simular uma recepção com equipamento portátil, testei a recepção do sinal em vários pontos. Para o efeito utilizei um computador portátil, uma placa TDT USB (com boa sensibilidade) e uma vulgar antena vertical de 1/4 de onda com base magnética. Apesar de não estar à espera de encontrar um sinal forte, os resultados ficaram muito aquém do esperado. Com este equipamento apenas consegui uma recepção satisfatória até aprox. 3Km do emissor. A 5Km do emissor o sinal desapareceu completamente. Todas as "medições" foram realizadas em campo aberto. Tudo indica, portanto, que o emissor está a utilizar uma potência muito reduzida. A intensidade do sinal ainda não permite uma recepção fiável sem recurso a antena exterior adequada, mesmo a poucos Km do emissor.


15/07/2009:
Fotos dos emissores da Serra dos Candeeiros e da Batalha, enviadas por um leitor.



2/09/2009:
A TDT também já chegou à cidade de Beja!
O leitor José Moreira informa que as antenas do emissor foram colocadas no edifício da Portugal Telecom no centro da cidade. O emissor, dada a sua localização, deverá assegurar a cobertura da cidade e localidades próximas. 9/10/2009: O emissor está agora ligado!




21/09/2009:
Algarve - Emissor de São Miguel
O emissor de São Miguel tem restrição à emissão no sector Este. Por outras palavras, o sinal na direcção Este (Tavira, Vila Real de Stº António, etc) estará fortemente reduzido. Isso poderá explicar as dificuldades de recepção de alguns leitores, apesar de (segundo a PT) grande parte dessa zona já estar coberta.


1/10/2009:
Figueira da Foz
De acordo com informações recebidas de um leitor, já entrou em funcionamento um emissor de TDT na Serra da Boa Viagem.


9/10/2009:
Beja - Emissor está novamente ligado.


13/10/2009:
Vale de Cambra - Emissor em testes.


15/10/2009:
Lisboa - Novo emissor no bairro da Encarnação (Freguesia de Santa Maria dos Olivais).


4/12/2009:
Abrantes - Está a ser instalada a TDT no Alto de Santo António. Informação do leitor Luis Narciso. 22/12/2009 - Emissor ligado!




7/12/2009:
Guarda - De acordo com informação de um leitor, o emissor da Guarda voltou a emitir.

Santarém - De acordo com informação do leitor Luis Narciso, está já instalado um emissor de TDT na cidade de Santarém, junto aos correios.

8/12/2009:
Santo Tirso - De acordo com informação de um leitor, o emissor de TDT em Santo Tirso já terá sido instalado e iniciará as suas emissões dentro de duas semanas. 22/12/2009 - Emissor ligado!

10/12/2009:
Lisboa - Odivelas - Confirmada a entrada em funcionamento do emissor localizado na serra da Amoreira (9W11'53.078, latitude 38N48'47.210).

15/12/2009:
Viseu - Começou a instalação de um emissor na cidade de Viseu (próximo da Praça Paulo VI). O emissor iniciará emissões teste até ao final do ano, passando depois a emitir regularmente. Informação do leitor Rui Cleto.

16/12/2009:
Algarve - O emissor da Foia iniciou já emissões teste da TDT. informação do leitor José António.
Braga - Emissor localizado no Sameiro entrou em funcionamento e o sinal chega a Vila do Conde. Informação do leitor Helder.
Porto - Leça da Palmeira - Confirmada a entrada em funcionamento de um emissor junto à Exponor. Informação do leitor Helder.

23/12/2009:
Lisboa - Cacém - Instalado emissor na Zona industrial do Cacém.
Elvas - A TDT portuguesa já é recebida. O emissor, ao que tudo indica, está localizado em Vila Boim.

28/12/2009:
Arouca - A TDT já é recebida na vila de Arouca, segundo um leitor. O emissor está localizado na Sra da Mó.

29/12/2009:
Marofa - O emissor da Marofa (Guarda) já emite TDT, segundo um leitor.

31/12/2009:
Vila Real - TDT já é recebida com antena orientada para a Serra do Marão, segundo um leitor.
Torres Vedras - TDT recebida com antena orientada na direcção da Serra de Montejunto, segundo um leitor.

6/01/2010:
Vizela - O emissor localizado em S. Bento já emite a TDT, segundo um leitor.

27/01/2010:
Montejunto - O emissor de Montejunto está a emitir TDT de acordo com informações recebidas.
Óbidos - Foi instalado um emissor em Óbidos, segundo um leitor.

30/01/2010:
Nazaré - Foi instalado um emissor na Nazaré (Sítio), segundo um leitor.

10/02/2010:
Gardunha - O emissor da Gardunha está a emitir com boa cobertura entre a Covinhã e Castelo Branco, segundo informação de um leitor.

29/03/2010:
Braga - Emissor no Monte São Pedro Fins em Caldelas - Amares está em funcionamento, segundo um leitor. 13/04/2010 - segundo informação recebida de outro leitor, não está previsto emissor de tdt para Caldelas.

13/04/2010:
Marco de Canavezes - já é possivel captar a TDT a partir de um emissor instalado na zona. Informação de um leitor.
Arcos de Valdevez, Ponte de Lima, Valença - trabalhos de adaptação para a emissão da TDT em curso. Informação de um leitor.

14/04/2010:
Torres Vedras - está a ser instalado um emissor de TDT junto às instalações da Portugal Telecom. Informação de um leitor. 6/07/2010: Emissor ligado!

31/05/2010:
Finalmente uma boa notícia para os profissionais. A Anacom passou a divulgar também a lista de emissores TDT e com indicação da potência. Falta no entanto divulgar o diagrama de cobertura de cada emissor ou, pelo menos informar quais os emissores em que a emissão não é omnidireccional (há alguns). A lista disponível aqui no blog TDT em Portugal já foi actualizada com a informação. Link para lista de emissores TDT no site da Anacom http://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=336224

Emissor na Serra do Alvão já emite, segundo informação de um leitor.

28/06/2010:
Valença - A TDT já é recebida em Valença através de emissor instalado no Monte Faro, segundo um leitor.

8/07/2010:
Reguengos de Monsaraz - Instalado emissor de TDT na torre de telecomunicações da PT, no centro da cidade.
Bragança - Instaladas duas novas antenas TDT, uma no centro da cidade, outra no monte de S. Bartolomeu. 27/08/2010: já é possível vêr a TDT Portuguesa.

16/07/2010:
Bornes - Entrada em funcionamento de emissor TDT situado na Serra de Bornes. Informação de um leitor

20/07/2010:
Esposende - Instalado emissor TDT no monte de Palmeira de Faro - ainda não emite. Informação de um leitor.
Guimarães - Está em instalação o emissor TDT na Penha, com entrada em funcionamento prevista para a 1ª quinzena de Agosto. Dará cobertura a Guimarães e Fafe. Informação de uma leitora. 25/10/2010: já emite.

26/07/2010:
Miranda do Douro - Instalado emissor TDT na torre da PT em Vale de Mira - Miranda do Douro, já em funcionamento. Informação de um leitor.

27/07/2010:
Trancoso - Instalada uma nova antena TDT perto do centro da Cidade de Trancoso - ainda não emite. Informação de um leitor. 27/08/2010: O emissor já emite e é possível captar em toda a cidade com antena interior, segundo um leitor. Localização 40.775698º N, 7.349091º E.

Sertã - a TDT é recebida desde finais de Junho na vila da Sertã. Emissor provavelmente instalado na torre PT/TMN. Boa recepção mesmo com antena que não está indicada para recepções digitais. Informação de um leitor.

Penamacor - entrou em funcionamento um emissor de TDT instalado junto ao castelo de Penamacor. Informação de um leitor.

26/08/2010:
Actualização da lista (oficial) de emissores TDT.

27/08/2010:
Entrada em funcionamento dos emissores de Franqueiros (Barcelos), Trancoso e Bragança. Informação dos leitores.

7/09/2010:
Actualização da lista (oficial) de emissores TDT.

Entrada em funcionamento de um novo emissor na cidade da Covilhã, situado na zona da Carpinteira - Penedos Altos. A antena deste emissor utiliza apenas um  painel, ou seja, não emite em todas as direcções. Na cidade da Covilhã, para além deste emissor existe também o da Reitoria, perto da Universidade da Beira Interior.

Emissor da Foia - Algarve:
Nesta montagem feita a partir de fotos enviadas por um leitor, podem ver-se as antenas do emissor de TDT da Foia (painéis brancos). As antenas estão colocadas sensivelmente a meio da torre e não emitem em todas as direcções. Ou seja, tudo indica que a zona de cobertura em TDT deste emissor será muito diferente da cobertura analógica do mesmo emissor, há semelhança do que já acontece com o emissor de São Miguel!

27/09/2010:
Almada - entrou em funcionamento um emissor no topo do Hospital Garcia de Horta (9°10’36.80"W, 38°40’2560”N).
Ilha de São Jorge, Açores - entrada em funcionamento do emissor de Velas (028°11'9.04”W, 38°40’38.72”N). Emite no canal 56.
Redondo - entrou em funcionamento o emissor do Redondo. Situa-se junto à nova estrada para Vila Viçosa (38º 39'03.72"N  7º 33' 11.83"O). Informação dos leitores.
Viseu - Nova antena TDT instalada na zona histórica próximo do emissor da RCI. Informação de um leitor.

Fotos dos emissores de Tavira e Faro:



28/09/2010:
Loulé - instalado emissor no centro da cidade (junto à loja PT bluestore). Desconhece-se se já emite. 10/11/2010 - EMISSOR JÁ EMITE.





4/10/2010:
Guimarães - emissor localizado na Penha aguarda reforço da rede electrica para entrar em funcionamento. Este emissor não irá emitir em todas as direcções. Informação de um leitor. 6/10/2010: Recepção de TDT confirmada em Fafe c/ antena orientada para a Penha. 25/10/2010: recepção confirmada do emissor da Penha, em Selho - Guimarães.

Mértola - Foto emissor de Mértola.


19/10/2010:
Serpa - instalado emissor TDT na cidade de Serpa (junto à Escola Secundária). Está em fase de testes.

Fafe - já é recebido sinal de TDT. Desconhece-se ainda se provém do emissor de Guimarães (Penha).

20/10/2010:
- Acualizada a lista oficial de emissores tdt. São agora 124 emissores (oficiais). Em breve deverá arrancar a instalação de gap fillers.

Novos emissores:
 Águeda - novo emissor para servir a zona histórica da cidade.
 Cerro Águia (Albufeira)
 Estremoz
 Lousa (Torre de Moncorvo)
 Penouta (Serra da Orada, Cabeceiras de Basto)
 Picota (Loulé)

1/11/2010:
Acualizada a lista oficial de emissores tdt. Todos os emissores têm agora a indicação da potência de emissão.

3/11/2010:
Póvoa de Varzim e Vila do Conde - decorrem trabalhos de instalação de um emissor de TDT na localidade de Junqueira. A antena radiante está orientada na direcção das referidas cidades, pelo que se espera melhoria da cobertura TDT na zona. Informação do leitor Helder Gomes. 10/11/2010 - EMISSOR JÁ EMITE.

4/11/2010:
Alcanena - inicio dos trabalhos de instalação de uma torre para antena TDT no edificio dos Bombeiros Municipais de Alcanena. Nota: não confirmado! Não é para TDT!

10/11/2010:
Entrada em funcionamento do emissor da Junqueira (Vila do Conde e Póvoa de Varzim).
Entrada em funcionamento do emissor de Loulé - cidade (vêr informação do dia 28/09/2010).
Fotos dos emissores de Elvas, Portalegre, Vila Viçosa e Estremoz. Fotos enviadas pelo leitor José Moreira do blogue TDT no Alentejo. 



30/11/2010:
Caldelas (Amares): - Segundo informação recebida de um leitor, decorre a instalação de um emissor TDT em Caldelas - Amares, junto aos actuais retransmissores analógicos. (Vêr actualização de 8/03/2011) 4/07/2011: ESTA INFORMAÇÃO REVELOU-SE INCORRECTA, O EMISSOR NÃO É DE TDT

7/01/2011:

Lista de emissores - actualização: - A PTC actualizou ontem a lista de emissores TDT, com mais 29 emissores. A rede TDT conta agora com um total de 153 emissores (número oficial). Dos novos emissores destaque para o reforço de cobertura nas cidades de Lisboa, Porto e Aveiro.

A lista disponibilizada no blogue será actualizada em breve.


20/01/2010:
Aveiro - Na foto seguinte pode ver-se o novo emissor Aveiro - Centro. Está situado no topo de um dos edifícios mais altos da cidade, próximo do edifício da antiga Capitania do Porto de Aveiro. As antenas radiantes são compostas por dois grupos de 4 painéis cada (à esquerda na foto).


08/02/2010:
Braga - Foto do emissor TDT situado na Serra da Falperra. Este emissor não emite em todas as direcções. Para além do emissor situado na Falperra, Braga é também servida por outro emissor instalado no centro da cidade.













05/03/2011:
Aveiro - Foto do emissor TDT de São Bernardo (Aveiro). Para além deste emissor, existe um outro localizado no centro da cidade de Aveiro (vêr actualização de 20/01/2011).


Penacova - Foto do emissor TDT de Penacova (centro da imagem). Na foto podem ver-se também as antenas do retransmissor analógico de televisão.


8/03/2011:
Amares (Braga) - Segundo informação recebida de um leitor decorre a instalação de um emissor TDT no Monte São Pedro Fins, junto das antenas dos BV de Amares e Rádio Mais de Amares. De acordo com informações obtidas pelo leitor, a parte de engenharia civil está concluída, faltando a componente radio-eléctrica. Esta informação contraria a afirmação de um responsável da Anacom, que afirmou publicamente que os trabalhos de instalação da rede TDT ficaram concluidos em 2010. Também, na lista oficial de emissores não constam ainda, por exemplo, o Gap-Filler de Pombal. 10/03/2011: tudo indica que a PTC desistiu de instalar a totalidade dos 180 emissores previstos e terá cancelado a instalação de alguns emissores. 4/07/2011: ESTA INFORMAÇÃO REVELOU-SE INCORRECTA, ESTE EMISSOR NÃO É DE TDT!

12/04/2011:
Alenquer - Desde as 11 horas de hoje, 12/04/2011, o emissor TDT de Alenquer já utiliza a nova frequência nacional de TDT, Canal 56 (754000Khz). De acordo com um leitor, a operação de alteração de frequência não demorou mais de uma hora. 13/04/2011: segundo o mesmo leitor, após 5 horas de emissão no canal 56 o emissor regressou ao canal 67. 16/04/2011: emissão no canal 56 desde as 12 horas de 15/04/2011.

3/05/2011:
Novos emissores TDT:
Avis (39° 3'13.20"N; 7°53'26.08"W) – cobertura indoor de Avis;
Bufão - Ponte de Sôr (39°16'43.50"N; 8° 4'18.90"W) – cobertura outdoor de Ponte de Sôr;
Gaia – Castelo (41° 8'24.82"N; 8°37'28.84"W) – cobertura indoor de Gaia;
Odivelas – Centro (38°47'10.43"N; 9°10'53.46"W) – cobertura indoor de Odivelas.
Estes quatro emissores emitem o sinal digital no canal 67 da banda UHF (842000Khz). Até ao final do mês de Junho, será realizada uma alteração da frequência para o canal 56 (754000Khz). Existem actualmente 157 emissores TDT activos em Portugal.

5/05/2011:
Novos emissores TDT?
Ao que tudo indica ainda durante o mês de Maio, Tondela (e arredores) será servida por um emissor TDT localizado na Serra do Caramulo. Também em Maio na Lousã (Trevim) poderão iniciar-se emissões TDT. Caso o emissor seja efectivamente instalado no topo da Serra da Lousã (Trevim), é previsível que a potência seja relativamente baixa (<100 Watts) e com restrições à emissão ou seja, não deverá emitir em todas as direcções. Também ainda em Maio poderá arrancar um emissor na Serra da Padrela - Vila Pouca de Aguiar.

9/05/2011:
Marvão - Informação recebida de um leitor aponta para a futura instalação de um emissor TDT próximo do Castelo de Marvão. Os trabalhos estão ainda na fase inicial. 4/07/2011: JÁ EMITE

21/05/2011:
Vila Pouca de Aguiar - Tal como avançado em 5/05, foi activado emissor TDT na Serra da Padrela. O emissor emite no canal 67 mas deverá passar a utilizar o canal 56 a partir do próximo dia 13/06.

23/05/2011:
Rio Maior - está em fase de instalação um emissor TDT no Alto da Serra, para cobrir a zona de Rio Maior. Informação de um leitor. JÁ EMITE

28/05/2011:
Lousã - entrada em funcionamento de um emissor TDT situado na Serra da Lousã (Trevim), tal como adiantado em 05/05. Mais informação aqui.
Padrela - entrada em funcionamento do emissor localizado na Serra da Padrela (41°33'44.93"N; 7°31'0.81"W). O emissor assegura cobertura outdoor da região de Valpaços e de Vila Pouca de Aguiar. Actualmente emite no canal 67, mas deverá alterar a frequência de emissão para o canal 56 a partir do dia 13 de junho.

4/06/2011:
Fotos dos emissores de Miranda do Douro e Santo Tirso (Senhora da Assunção).


15/06/2011:
Rio Maior - já entrou em funcionamento o emissor TDT de Rio Maior. O emissor está localizado junto aos moinhos do Alto da Serra (39°21'12.61"N; 8°57'45.33"W) e destina-se a assegurar a cobertura outdoor da zona de Rio Maior.

22/06/2011:
Viana do Castelo - está em instalação um emissor de TDT no centro da cidade de Viana do Castelo. Este emissor está localizado no topo do edifício do Hospital e deverá assegurar a cobertura interior na cidade. Para além deste novo emissor, Viana do Castelo já é servida pelo emissor de Darque. 4/07/2011: JÁ EMITE

4/07/2011:
Entrada em funcionamento de novos emissores, alguns dos quais a instalação já havia sido noticiada pelo blogue TDT em Portugal:

Coimbra - emissor instalado na Torre do Arnado (40°12'46.47"N, 8°25'54.74"W) destinado a assegurar a cobertura indoor do centro da cidade de Coimbra. 

Estremoz - Quinta da Esperança (38°51'16.40"N, 7°36'22.50"W) emissor destinado a assegurar a cobertura indoor de Estremoz. 

Pombal - emissor destinado a assegurar a cobertura outdoor de Pombal (39°54'49.38"N, 8°38'28.63"W).

Marvão (39°23'41.55"N, 7°22'42.52"W) - emissor destinado a assegurar a cobertura indoor de Marvão. Este emissor não emite em todas as direcções, apenas Marvão!

Viana do Castelo (41°41'50.24"N; 8°49'58.18"W) - emissor destinado a assegurar a cobertura indoor de Viana do Castelo.

A PTC informa também que o emissor de Batalha foi alterado para concluir a cobertura indoor da Batalha.

7/07/2011:
Lisboa - novo emissor na Trindade (38°42'41.59"N, 9° 8'33.18"W) para cobertura indoor de Lisboa – Trindade.
Beja - alteração do emissor para "concluir" a cobertura indoor do centro histórico desta cidade.
Lamego - alteração do emissor para "concluir" a cobertura indoor do centro histórico desta cidade.

11/07/2011:
Castro Verde - emissor TDT localizado no centro da cidade. Informação e foto do leitor José Moreira. 18/07/2011: JÁ EMITE








16/07/2011:
Sintra - emissor TDT em instalação em Aldeia de Juzo (38°43'36.27"N,  9°26'37.84"O). Informação e foto do leitor Luis Fonseca. A antena está camuflada em forma de palmeira, uma técnica já utilizada pelas redes móveis para minorar o impacto visual em alguns locais. 15/09/2011: JÁ EMITE

18/07/2011:
Castro Verde - a PTC informa da entrada ao serviço do emissor de Castro Verde (37°42'6.94"N, 8° 5'4.61"W) - Cobertura outdoor da zona de Castro Verde.


Póvoa de Lanhoso - a PTC informa da entrada ao serviço do emissor de Póvoa de Lanhoso (41°35'0.91"N, 8°17'57.50"W) - Cobertura outdoor da zona de Póvoa de Lanhoso.

1/08/2011:
Tondela - entrada em funcionamento do emissor do Caramulo (40°33'9.75"N, 8°10'46.92"W) - Cobertura outdoor da zona de Tondela.

Tomar - alterações no emissor de Tomar afím de concluir a cobertura interior no centro histórico da cidade.

3/10/2011:
A PT informa a entrada em funcionamento de dois novos emissores TDT:
Lagos Norte (37° 6'19.39"N, 8°40'39.09"W), a fim de assegurar a cobertura indoor de Lagos.

Aldeia de Juso (38°43'36.32"N, 9°26'38.43"W) a fim de assegurar a cobertura outdoor da zona de Cascais e Malveira da Serra. Nota: O blogue TDT em Portugal já tinha informado da instalação e entrada em funcionamento deste emissor.

11/10/2011:
Entrada em funcionamento de dois novos emissores TDT:

Mirandela (41°29'27.63"N, ?8°40'39.09"W) - Cobertura outdoor de Mirandela.
Évora Centro (38°34'23.09"N, 7°54'33.64"W) - Cobertura indoor de Évora.

20/01/2012:
Monchique - Depois de a Camara municipal de Monchique ter reagido à falta de cobertura TDT na sede do concelho, a PT terminou hoje a montagem de um pequeno emissor no sítio dos Montinhos (encosta da Picota), onde já existiam os emissores analógicos para servir a vila. Informação recebida de um leitor.

24/01/2012:
Ourique - Segundo informação recebida de um leitor, entrou em funcionamento no dia 21/01 um emissor TDT na cidade de Ourique. O emissor está localizado na torre da PT Comunicações junto aos correios e não emite em todas as direcções (utiliza apenas um painel). 

Montejunto - Foto do emissor TDT de Montejunto recebida de um leitor. O emissor utiliza apenas um painel de emissão orientado na direcção Noroeste, logo o sinal é fortemente reduzido nas restantes direcções. Tal como previa, dada a localização do emissor e o tipo de rede utilizada em Portugal existe restrição na potência de emissão e são utilizadas restrições à emissão em várias direcções.




16/02/2012:
Viana do Castelo - foi hoje instalado um emissor TDT em Montedor (Carreço) e um retransmissor em Vila Praia de Âncora. A faixa costeira entre Viana do Castelo e Vila Praia de Âncora fica agora com cobertura terrestre TDT. Fotos recebida de um leitor.

22/02/2012:
Monção - Entrou em funcionamento um emissor TDT em Podame. Este emissor está localizado junto aos actuais retransmissores analógicos.

25/02/2012:
Terras de Bouro - Entrou ontem em funcionamento um emissor TDT que dá cobertura a Terras de Bouro. Está localizado nas coordenadas (41°43'37.95"N, 8°18'6.88"W), e emite na direcção da vila de Terras de Bouro. Informação recebida de um leitor.

Vieira do Minho - Terá entrado em funcionamento, no início do mês, um emissor TDT em Vieira do Minho. Informação recebida de um leitor.

13/03/2012:
Entraram em funcionamento vários novos emissores e Gap-Fillers TDT. A lista oficial pode ser consultada aqui.

Arruda dos Vinhos - Segundo informações recebidas de um leitor, a 15 de Fevereiro foi montada uma antena/retransmissor de TDT no Caminho dos Tojais que permitirá às freguesias de Arruda dos Vinhos e Cardosas obterem cobertura total nesta área. Desde 22 de Fevereiro, o sinal de TDT é recebido "com grande qualidade".

Paredes de Coura - Entrou em funcionamento na passada 5ª feira um emissor de TDT situado no Monte da Sra. da Pena (onde já funcionam retransmissores analógicos). Informação e foto recebida de um leitor.

14/03/2012:
Comunicada a entrada em funcionamento de vários emissores:
Barrancos, Campo Maior, Mação, Manteigas, Oleiros, Ribeira de Pena e Santa Marta de Penaguião.

Nota: Segundo informação publicada pela PT, o emissor de Barrancos está instalado na Amareleja mas, de acordo com um leitor, o emissor está instalado à entrada de Barrancos! Trata-se de um retransmissor que não emite em todas as direcções (possui apenas um painel).

26/03/2012:
Sabugal - Entrada em funcionamento no passado dia 13/03 de um emissor TDT instalado junto aos emissores analógicos de Mosteiro. Informação recebida de um leitor.

19/04/2012:
Tocha - segundo informação não confirmada recebida de um leitor, estará em instalação um emissor TDT na localidade da Tocha (atrás do Centro Rovisco Pais). A confirmar-se, poderá solucionar os problemas de recepção no Concelho da Tocha e eventualmente também em Mira e Vagos.

26/04/2012:
Switch-off total da televisão analógica. Emissores da Lousã desligados hoje, cerca das 12:25.

4/05/2012:
Entrada em funcionamento do Gap-Filler de Cedrim (Sever do Vouga) com uma potência de 2W. Informação recebida de um leitor.

Situação dos emissores analógicos (às 18:30 de hoje):
Lousã: RTP1, RTP2 e SIC desligados, TVI com mira informativa fim emissões.
Monte da Virgem: RTP1, RTP2 e SIC com mira informativa fim emissões, TVI desligado.
Muro: RTP1 (?), RTP2 e SIC com mira informativa fim emissões, TVI desligado.

Detectados sinais relativamente fortes (na minha zona) de emissões 4G/LTE na faixa de frequências correspondentes aos canais 61 e 62 da banda de UHF, frequências atribuídas à TMN.

7/05/2012:
Situação dos emissores analógicos (às 14:30):
Lousã: RTP1, RTP2, SIC e TVI desligados.
Monte da Virgem: RTP1, RTP2, SIC e TVI desligados.
Muro: RTP1 (?), RTP2 com mira técnica, SIC com mira informativa fim emissões, TVI desligado.

11/05/2012:
Situação dos emissores analógicos (às 14:30):
Lousã: RTP1, RTP2, SIC e TVI desligados.
Monte da Virgem: RTP1, RTP2, SIC e TVI desligados.
Muro: RTP1 (?), RTP2, SIC e TVI desligados.

22/05/2012:
Há vários relatos de emissões do Mux A da TDT nos canais 42 e 49 em vários pontos do Continente. Mais informação em Nova alteração da TDT em curso?

28/05/2012:
Tudo indica que o canal 46 não está a ser emitido apenas a partir da Lousã. Estou a receber do norte sinal com boa intensidade, embora mais baixo que o canal 56. Possivelmente a partir do emissor de Lourosa ou Vale de Cambra. Obs: É uma reflexão do sinal do emissor da Lousã.

5/09/2012:
Entraram em funcionamento dois emissores TDT no Alentejo. Um na cidade de Moura, instalado na torre de telecomunicações da PT, outro na Serra de São Paulo para servir Castelo de Vide.

30/11/2013:
Reforço da cobertura TDT no distrito de Coimbra e Aveiro. Entraram em funcionamento no início de Novembro 3 emissores localizados em Logo de Deus (Coimbra), Mealhada e Tocha.